Letras de lixa e alfabeto móvel: adaptação para o português

Atenção: Este post não tem o objetivo de comercializar as letras de lixa e o alfabeto móvel. Nosso objetivo é apresentar uma proposta de adaptação destes materiais para a língua portuguesa. Este site não vende materiais Montessori físicos.

Letras de lixa

As letras de lixa dividem-se em três grupos: consoantes (rosa), vogais (azul) e dígrafos (verde).

 

Consoantes sobre fundo rosa

Vogais sobre fundo azul

Dígrafos sobre fundo verde

b, c, ç, d, f, g, h, j, k, l, m, n, p, q, r, s, t, v, w, x, z a, e, i, o, u, y

â, ê, ô

á, é, í, ó, ú

ã, õ

 

ch, lh, nh, rr, ss, sc, sç, xc, am, an, em, en, im, in, om on, um, un, gu, qu
 21 16 20

Notas:

  • Tecnicamente o ç não é uma consoante, mas a junção da letra c com um sinal diacrítico (a cedilha).
  • As letras de lixa ajudam a criança a isolar o som das letras que levam acento e sinal gráfico, facilitando a transição para o alfabeto móvel e a leitura de palavras acentuadas/grafadas.
  • Acento circunflexo indica que a sílaba é tônica e que o som é fechado (ângulo, você, metrô).
  • Acento agudo indica que a sílaba é tônica e que a vogal deve ser pronunciada de forma aberta (sofá, pé, ímpar, dominó, baú).
  • O til é um sinal gráfico usado para indicar nasalização dos ditongos nasais ão, ãe, õe e da nasal vogal ã (ocupação, mãos, mãe, pães, põe, corações, hortelã, rãs).
  • Não incluímos os dígrafos ha, he, hi, ho, hu pois a criança aprende que o h não tem som (exceto em lh e nh) quando estuda as consoantes.
  • Baseando-se na frequência de uso na língua portuguesa, você pode optar por não representar alguns dígrafos (por exemplo sc, sç e xc).

Alfabeto Móvel

Consoantes (rosa) Vogais (azul)

b, c, d, f, g, h, j, k, l, m, n, p, q, r, s, t, v, w, x, z

a, e, i, o, u, y

Sinais: ~ ^ ´ ˛ (cedilha)

Notas:

  • No alfabeto português usa-se os acentos circunflexo e agudo, e os sinais til e cedilha. O alfabeto móvel deve incluí-los.
  • A pesquisadora e professora Julia Volkman recomenda que cada dígrafo seja representando em verde no alfabeto móvel. Assim eles não precisariam ser formados através da combinação de letras individuais, o que pode ser um desafio muito grande para a criança. Embora a ideia seja interessante, essa não é uma prática amplamente adotada. Leia aqui uma discussão interessante a respeito (inglês).

A preferência por cursiva ou letra de forma é um motivo de animado debate na comunidade Montessori. Embora não seja meu objetivo engajar nesta discussão neste post, listo aqui reflexões de terceiros sobre o assunto (todos em inglês).

Imagens: crianças Montessori Centenary, letras de lixa Nienhuis e alfabeto móvel Alison’s Montessori

Fontes de pesquisa: Norma culta, Dicionário eletrônico Houaiss 3 e dicionário Michaelis on-line.

Deixe uma resposta